Como as mídias sociais podem potencializar pequenos e médios negócios

Empreendedorismo é uma tendência no mundo todo, e no Brasil não tem sido diferente. É cada vez maior o número de pessoas que estão abandonando um emprego estável para realizar o sonho de ter seu próprio negócio. Eu mesma tenho vários amigos que resolveram se arriscar e têm sido bem sucedidos na nova empreitada.

E a tecnologia, especialmente as mídias sociais, têm dado uma empurrãozinho para estas pessoas. Se você não consegue ver relação entre as duas coisas. Eu explico. Investir tempo e até mesmo um pouco de dinheiro para a construção da sua marca no ambiente digital pode ter resultados significativos, não só de exposição do seu trabalho a um grande número de pessoas, como também para gerar negócios. Para tornar isso mais real, compartilho dois bons exemplos.

#História de sucesso 1: uma amiga que trabalhava como designer resolveu se dedicar a fotografar grávidas, festas infantis, crianças e recém-nascidos. Criou uma página no Facebook, Studio Thaty Luchesi, para divulgar seu trabalho e, sem investimento algum em publicidade, tem hoje 656 fãs, que regularmente curtem, comentam e compartilham suas publicações e, o mais interessante, fazem contato para pedir um orçamento. Pelo menos 45% dos trabalhos que ela tem realizado surgiram a partir da sua página no Facebook, que também tem o sonho de consumo de toda marca que investe em mídias sociais: engajamento. Ou seja, o número de fãs nem é tão alto quando comparado a grandes empresas, mas o envolvimento das pessoas com as publicações chama a atenção.

Thaty

#História de sucesso 2: em Itabaiana, uma cidade que fica a 54 km de Aracaju (SE) e tem 100 mil habitantes, está localizado o Supermercado Ubaldo, uma revenda de gás de porte médio. O proprietário, o Tony, é um empreendedor nato e está sempre investindo em novas tecnologias e formas de contato com o consumidor. Sua página no Facebook tem mais de 6 mil fãs e possui um aplicativo para que as pessoas posam pedir gás diretamente da mídia social. Esta inovação gera para a sua revenda em torno de 100 pedidos de gás por mês, e 90% viram vendas. Tony também usa a página do Facebook para divulgar as ações que sua revenda realiza, sejam elas promoções ou campanhas sociais, conquistando engajamento dos seus fãs no Facebook.

Ubaldo

Há também cases de profissionais e de pequenas e médias empresas que usam o YouTube, o Instagram e até mesmo o Whatsapp para incrementar seus negócios. Mas vamos mostrar alguns exemplos em um novo post.

Como você pode ver, há muitas maneiras de popularizar seu negócio, e aumentar suas vendas, usando as mídias sociais. E a Tyngu vai te ajudar não só a escolher a melhor mídia social para isso, como também a construir uma estratégia de atuação. Continue nos acompanhando e fique por dentro de tudo que nossa plataforma vai oferecer para você ter sucesso no ambiente digital!

Lilian-blog

Lilian Ambar é Especialista em Mídias Sociais e Desenvolvedora de Conteúdo da Tyngu. É jornalista, possui pós-graduação em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais e tem mais de 13 anos de experiência em comunicação corporativa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s