Como as mídias sociais podem potencializar pequenos e médios negócios – parte 2

No nosso último post, mostramos alguns exemplos de empreendedores que estão usando o Facebook para incrementar seus negócios. Agora, você vai conhecer donos de pequenas ou médias empresas que estão usando o YouTube, o Instagram e o Whastapp para aumentar vendas e se relacionar com clientes.

Você sabia que um vídeo bastante popular no YouTube pode virar grana para o dono do canal? Se você é um profissional independente, por exemplo, pode se beneficiar disso. Ficou interessado? Então veja como funciona o Programa de Parceria do YouTube.

Já aqueles que oferecem produtos ou serviços, podem usar o YouTube para mostrar suas vantagens e benefícios. Este é o caso do mecânico Alexandre Dias Generoso, de Belo Horizonte (MG), que criou um canal no YouTube para publicar vídeos mostrando o conserto dos carros dos clientes. Como resultado, o faturamento da sua oficina aumentou 40%, passando de R$ 50 mil para R$ 70 mil por mês, e o número de clientes diários também subiu de seis para dez.

oficina

Se você é um artesão, um designer de joias ou tem uma loja de roupas, por exemplo, o Instagram pode ser bastante vantajoso. Além de funcionar como uma vitrine do seu trabalho, o canal pode ser uma ferramenta valiosa para se comunicar com clientes de maneira rápida e assertiva, e também para gerar vendas. Isso porque já existe uma ferramenta, chamada Arco, que permite comprar diretamente pela rede social, o que pode alavancar o seu negócio.

A arquiteta e designer de joias artesanais Raquel Arazaki é uma das profissionais que usam o Instagram para divulgar o seu trabalho. Em entrevista ao Estadão PME, ela diz que as vendas pelo Instagram são, em média, o dobro do seu site. “Às vezes tem mês que não vendo nada pela loja virtual, enquanto no ‘Insta’ eu consigo manter uma média de cinco a 10 vendas por mês”, conta.

raquel

Com mais de 600 milhões de usuários ativos, o Whatsapp também está ajudando o e-commerce. Segundo a primeira Pesquisa Nacional do Varejo Online, feita em parceria pelo Sebrae e pelo E-Commerce Brasil, o serviço é utilizado por 18% dos empreendedores como um canal de relacionamento com seus clientes. O motivo: a praticidade no atendimento em relação a formas mais tradicionais, como o email ou telefone, ou ainda a central de atendimento, um investimento que pode ser alto para pequenas empresas.

Gabriela Cavalcanti, dona da Acessórios G.Cavalcanti faz cerca de 220 vendas por mês pelo Whatsapp, e atende sozinha cerca de 30 pessoas por dia. Ela publica fotos dos acessórios que revende no Instagram e no Facebook, junto com o seu número de telefone. Quem se interessa, manda uma mensagem, e se for comprar, pode pagar por boleto ou Pag Seguro.

gcavalcanti

E você, o que está esperando para começar a alavancar suas vendas usando as mídias sociais? Em breve, você terá a Tyngu para te ajudar a ter sucesso a atuar no ambiente digital!

Com informações do Estadão PME.

1 Comment

  1. ganhe365dias

    Republicou isso em ganhe365dias.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s